quinta-feira, 30 de abril de 2015

DELIBERAÇÕES DA ASSEMBLEIA DO DIA 30/04

Nesta quinta-feira (30/04) os trabalhadores da Educação da RME-Goiânia realizaram uma assembleia em frente a Secretaria Municipal de Educação. Diante da ausência de propostas que atendam as demandas da categoria por parte da prefeitura, os servidores nem cogitaram encerrar o movimento e mantiveram a continuidade da greve por votação unânime!

A GREVE CONTINUA, PREFEITO A CULPA É SUA!
NEGOCIAÇÃO JÁ!


Além da continuação da Greve as principais deliberações da assembleia de hoje foram: 

- Publicação de uma nota de apoio aos professores do Paraná.

Segunda (04/05):

09H- Acompanhar a prestação de contas do Prefeito Paulo Garcia na Câmara Municipal de Vereadores de Goiânia

14H- Reunião do Comando de Greve na Faculdade de Educação

Terça (05/05):

08H- Intervenção no Imas

14H- Estudo da Reforma Administrativa com a presença dos advogados do SIMSED (Faculdade de Educação - UFG)

Quarta (06/05):
Será discutido em reunião do Comando de Greve

Quinta (07/05):

08H- Assembleia da categoria na SME

17H- Panfletagem e Ato público unificado de Goiânia e Aparecida de Goiânia no Terminal do Cruzeiro (Av. Rio Verde)

Podem ser encaminhadas mais ações por meio da reunião do Comando de Greve.

Ao final da assembleia foi realizada uma manifestação até a Praça Cívica e um ato simbólico onde um boneco representando o Paulo Garcia foi queimado demonstrando a indignação dos trabalhadores com a gestão do município.

ATO EM REPÚDIO A POLÍTICA DO PAULO GARCIA

Na manhã de quarta-feira (29/04) os trabalhadores da Rede Municipal de Educação de Goiânia, que ainda estão de greve, realizaram um grande ato contra a  política do prefeito de Goiânia Paulo Garcia. A concentração foi na praça dos Bandeirantes e contou com a presença dos trabalhadores da Educação, estudantes e outras categorias, como a saúde. 







Durante o ato os trabalhadores fecharam as ruas da praça do bandeirante e denunciaram as arbitrariedades por parte da prefeitura a população goianiense.

Em seguida, os manifestantes seguiram em direção ao IMAS para realizar um encenação na porta do prédio e também denúnciar a situação de calamidade em que se encontra o órgão.

O IMAS estava com as portas fechadas e com vários guardas municipais na porta para impedir a entrada dos trabalhadores. Mais uma tentativa inútil de tentar criminalizar o movimento.



Ao saírem da porta do Imas os trabalhadores seguiram em direção ao Coreto da Praça Cívica. Lá foi realizado um ato simbólico: um boneco de Osmar Magalhães (Secretário de Governo) foi queimado para evidenciar a insatisfação da categoria com a atual gestão da Prefeitura de Goiânia.




quarta-feira, 29 de abril de 2015

REUNIÃO COM DIRETORES E SECRETÁRIOS, DOAÇÕES DE SANGUE, DEBATE, REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO E PANFLETAGEM: AGENDA CHEIA!

DIA 27/04 - VESPERTINO: DELIBERAÇÕES DA REUNIÃO COM DIRETORES E SECRETÁRIOS

Na segunda-feira, dia 27/04, ocorreu uma reunião entre o SIMSED/Comando de greve, diretores e secretários gerais (coordenadores também foram convidados). A reunião foi muito positiva, pois contou com um grande número servidores de modo que os debates foram essenciais para entender o direito de greve, como reagir diante da postura autoritária da URE e, ainda, discutir as reivindicações dos diretores e secretários. O advogado do SIMSED Dr. Hugo (Advogado do SIMSED)  esteve presente e prestou esclarecimentos jurídicos. 

Ficou claro que nem diretores nem  secretários gerais abririam mão da incorporação da gratificação nos mesmos moldes em que ela acontece atualmente. A proposta é sentar junto a SME e o Condir para construir uma forma de garantir a manutenção deste direito.

DIA 28/04 - MATUTINO: ATO NO HEMOCENTRO : "SÓ ACEITO QUE TIREM MEU  SANGUE  FOR UM ATO DE AMOR AO PRÓXIMO!"

Na terça-feira pela manhã (23/04) aconteceu um ato no Hemocentro em repúdio a agressão que os profissionais da educação sofreram no paço na última quinta- feira (22/04).

Para o mostrar a indignação da categoria e de toda sociedade diante do trágico fato  ocorrido, os trabalhadores se reuniram hoje pela manhã no Hemocentro para realizar doação de sangue. A frase "O SANGUE DERRAMADO NA LUTA, AGORA É DOADO PELA VIDA" foi escrita em faixas e exposta na Avenida Anhanguera, em frente ao Hemocentro. O objetivo era denunciar à toda população a atitude truculenta da prefeitura com a categoria. O ato foi tão positivo que na parte da manhã as doações excecederam o limite máximo e as pessoas, de modo que estas precisaram voltar no período vespertino.







DIA 28/04 - VESPERTINO: DEBATE NO IFG : GREVE DA EDUCAÇÃO E REPRESSÃO DA PREFEITURA AOS TRABALHADORES

Ainda no dia 28/04, no período vespertino, aconteceu um debate organizado pelo IFG sobre a greve da educação e a repressão da prefeitura. Os convidados para compor a mesa foram os servidores Daiane, Dalva e Valmer.


DIA 28/04 - VESP/NOTURNO: PANFLETAGEM TERMINAL DA PRAÇA DA BÍBLIA

Já as 17:00 do mesmo dia, aconteceuuma panfletagem da categoria no terminal da Praça da Bíblia. O intuito é levar aos trabalhadores informes sobre a atuação situação da educação em Goiânia e denunciar as agressões realizadas pela guarda municipal (com ordem da prefeitura) aos trabalhadores. 
DIA 28/04 - VESPERTINO: REUNIÃO DE "NEGOCIAÇÃO" COM A PREFEITURA

Fomos informados, praticamente ao meio dia da terça-feira (28/04), de uma reunião com o Paço. Em breve faremos a postagem sobre a reunião que aconteceu e teve presença da secretária Neyde Aparecida (SME), o secretário de finanças Paulo César (SEMGEP), o relator do projeto da reforma administrativa Carlos Soares e o SIMSED/COMANDO. Contudo, já adiantamos que não houve avanço em relação as pautas. 

A única "proposta" apresentada pela prefeitura foi pagar a progressão dos administrativos e iniciar a concessão das titularidades  À PARTIR DE SETEMBRO! Uma proposta ridícula...mais uma promessa que nem foi formalizada por escrito e, mesmo que seja, sabemos que não contempla a categoria. Cadê proposta para os 30% de gratificação das auxiliares? Para o retroativo da data base dos administrativos? Para os retroativos de Piso e titularidades? Para o cumprimento dos outros pontos acordados na greve de 2013 e 2014? Ao que parece, a prefeitura finge que negocia para atender a determinação do juiz. 

Em relação a reforma, por mais que tenhamos deixado claro os nossos pontos de reivindicação, Carlos Soares pediu a nossa proposta por escrito. A comissão de estudo a reforma procurará apressar os trabalhos e levar a proposta para a audiência pública de quarta-feira, as 14:30.

A GREVE CONTINUA, PREFEITO A CULPA É SUA!!!! DAREMOS NOSSAS RESPOSTA NA ASSEMBLEIA

DIA 28/04 - MATUTINO: ASSEMBLEIA EM APARECIDA DE GOIÂNIA DECRETA GREVE

No dia 28/04, no período matutino, os servidores da educação de Aparecida de Goiânia deflagraram GREVE que será inicia à partir de segunda-feira. Alguns companheiros que trabalham nas duas redes estiveram presentes. Foi proposto realizar atos envolvendo as duas redes.



segunda-feira, 27 de abril de 2015

SOBRE A LEGALIDADE DA GREVE, REUNIÃO DE HOJE E MOÇÕES DE APOIO

Companheiros,
Nossa greve foi considerada LEGAL.



Em relação a decisão temos algumas considerações;

· O SIMSED ainda não foi notificado oficialmente da decisão do juiz;

· Segundo o TJGO “O juiz substituto em segundo grau Marcus da Costa Ferreira (foto) deferiu medida acautelatória determinando que o Município de Goiânia receba a comissão do movimento paredista do Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia (Simsed), com o objetivo de alcançar um acordo para o fim da greve, iniciado no dia 14 de abril”

· Temos que intensificar as denúncias e abrir processos contra as atitudes da SME de remanejar funcionários, pressionar diretores, perseguir, entre outros. Estas ações ferem o direito de greve;

· Para quem ainda finge que o Simsed é ilegal ou que não tem legitimidade, segundo o TJGO “O magistrado considerou que a greve foi deflagrada dentro da legalidade e, por isso, julgou pelo indeferimento da liminar. Ele destacou que o sindicato notificou a Secretaria Municipal de Educação dentro do prazo legal e que o município não provou que tenha realizado audiência pública com a comissão dos servidores para buscar o acordo e por fim à greve. O juiz ainda frisou que a prefeitura não comprovou ter pagado os reajustes e demais benefícios apontados, “além de não ter juntado documentos para provar que tenha cumprido os compromissos firmados nas greves anteriores, ocorridas nos anos de 2013 e 2014”.

· O juiz declarou em sua decisão que não há um percentual definido em lei para funcionamento dos serviços essenciais. A partir daí, julgou que 50% das instituições é razoável para atender a população e também para não enfraquecer o movimento paredista em torno de suas reivindicações, ou seja, esta interpretação poderia ocorrer caso o número fosse maior;

· Por último, independente da greve ser legal ou ilegal, ou de qualquer questão de percentual, as decisões da categoria são tomadas em assembleia. 

REUNIÃO DO DIA 27/04

Na reunião de hoje, 27/04, organizamos a agenda da semana, que acontecerá normalmente.



Em breve postaremos as deliberações da reunião de diretores e secretários que ocorreu hoje a tarde.




MOÇÕES DE APOIO




sábado, 25 de abril de 2015

AÇÕES DE SEXTA FEIRA E PRÓXIMAS AÇÕES DO MOVIMENTO! MUITAS ATIVIDADES MARCADAS, PARTICIPE!!!


AÇÕES REALIZADAS NA SEXTA-FEIRA, 24/04

MATUTINO: Visitas às universidades: diálogo com professores e estudantes

  

VESPERTINO: Reunião com Ministério Público que colheu depoimento dos companheiros Hugo, Dalva Valmer e Michel para abrir investigação para apurar os excessos cometidos pela Guarda Municipal
NOTURNO: Panfletagem no terminal Padre Pelágio
Vídeo que evidencia o apoio da população:

video



Próximas ações do movimento:


CARTAZES DE CADA ATO: AJUDE A DIVULGAR!

Segunda-feira:  27/04/2015 - MATUTINO


Segunda-feira: 27/04/2015 - VESPERTINO

O Simsed/Comando de Greve convida diretores e secretários gerais para que possamos discutir as melhores atitudes a se tomar diante das pressões da SME e dos cortes da incorporação dos diretores e de secretários gerais. Ainda, prestar esclarecimentos jurídicos, ouvir críticas e sugestões e estabelecer o diálogo de maneira franca e democrática. Também podemos construir uma proposta para os diretores e secretários gerais de maneira coletiva!!! Sabemos que de maneira maliciosa a SME tem tentado criar uma situação de rixa entre Simsed, diretores e secretários, mas sempre oferecemos apoio e recebemos muito bem a todos! A união só nos fortalece! Não devemos fazer pré julgamento! Compareça a reunião e tire suas próprias conclusões. Participe da luta! 


Segunda-feira: 27/04/2015 - NOTURNO

Visita às universidades 
Horário: 19:00
Ponto de encontro: Faculdade de educação da UFG



Terça-feira: 28/04/2015 - MATUTINO


Terça-feira: 28/04/2015 - VESPERTINO


Terça-feira: 28/04/2015 - VESP/NOTURNO

PANFLETAGEM
HORÁRIO: 17:00 
LOCAL: Terminal Praça da Bíblia

Quarta-feira: 29/04/2015 - MATUTINO

ATO PÚBLICO CONTRA A POLÍTICA DE PAULO GARCIA 

HORÁRIO: 8:00
LOCAL: PRAÇA DO BANDEIRANTE

Quarta-feira: 29/04/2015 -NOTURNO

REUNIÃO AMPLIADA DO COMANDO DE GREVE
Horário: 18:00
Local: Faculdade de Educação da UFG
 
Quinta-feira: 30/04/2015 - MATUTINO

ASSEMBLEIA DA CATEGORIA
HORÁRIO: 8:00
LOCAL: Em frente a SME

sexta-feira, 24 de abril de 2015

CONFIRA OUTROS VÍDEOS DAS AGRESSÕES

Novos vídeos mostram um pouco mais do que aconteceu ontem com os trabalhadores no Paço Municipal.  

                                            video



video

quinta-feira, 23 de abril de 2015

VÍDEOS, IMAGENS E NOTÍCIAS SOBRE A AGRESSÃO AOS TRABALHADORES

Na quinta-feira, 24/04, aconteceu a assembleia da categoria que definiu pela continuidade da greve (Saiba mais clicando aqui). Após as deliberações da assembleia os trabalhadores da educação decidiram realizar uma caminhada em manifestação pelo prédio do Paço Municipal. A intenção era denunciar os abusos cometidos pelo prefeito, informar que a greve continuou e protocolar um novo documento com a pauta de reivindicações. Contudo, ao chegarem em um corredor, os trabalhadores foram surpreendidos por um cordão da Guarda Municipal que não permitia a passagem de ninguém. Ora, quer dizer que servidores municipais não podem entrar no prédio da prefeitura, um órgão público? 
A Guarda Municipal, de maneira que parecia ser premeditada, mais do que conter a passagem dos manifestantes, resolveu agredi-los de maneira violenta. Para tanto, utilizou spray de pimenta, socos, pontapés, cassetetes e armas de choque. Pelas imagens (logo abaixo) fica claro que a guarda desferiu vários golpes de cassetetes sem a mínima justificativa ferindo vários trabalhadores, inclusive mulheres. Dois deles, foram levados ao Hospital de Urgências com cortes profundos na cabeça.
Rapidamente o prefeito Paulo Garcia tomou uma atitude: foi para as redes sociais mentir sobre o ocorrido. A tentativa era de criminalizar os manifestantes, para isso, falou de vandalismo. A Guarda Municipal comprou a mentira e alegou que os trabalhadores iriam destruir gabinetes e depredar o patrimônio público. Contudo, estas mentiras são facilmente desmascaradas pelas imagens e por servidores que se encontravam no local. Além disso, estes mesmos trabalhadores ocuparam as dependências do prédio por alguns instantes no dia 15/04(, não produziram nenhum dano, e se retiraram de forma pacífica.
Verdade seja dita: o que se viu foi um massacre, um espancamento, um abuso de poder.

O prefeito Paulo Garcia, ao invés de tentar o diálogo, utiliza da truculência. A violência gratuita praticada contra os educadores não nos intimida, nos torna mais fortes! Repudiamos a atitude do prefeito Paulo Garcia de tentar criminalizar os trabalhadores da educação que faziam uma manifestação pacífica em um prédio público. Repudiamos o despreparo e a violência gratuita praticada pela Guarda Municipal. Repudiamos, de maneira mais veemente, a maneira como o prefeito Paulo Garcia trata os trabalhadores da educação de Goiânia. A violência só evidencia o descaso que enfrentam todos os dias os trabalhadores do município. 
As mãos do prefeito estão sujas de sangue, o mesmo que corre nas veias dos professores, auxiliares e administrativos que lutam diariamente por uma melhor educação para os filhos da classe trabalhadora. A nossa luta continua, a greve continua!!! Que a cada dia mais gente possa fazer parte dessa caminhada em busca de dignidade, respeito e justiça! Até a vitória.
VÍDEOS:
video video video video video

A prova de que foi a Guarda Municipal quem começou as agressões


Será que mesmo diante desta agressão aos trabalhadores o Ministério Público vai continuar omisso, como se apresenta até o presente momento? 
Imagens:










DELIBERAÇÕES DA ASSEMBLEIA E ATO NO PAÇO MUNICIPAL

Nesta quinta-feira, 23/04, os trabalhadores da Educação da RME-Goiânia realizaram uma assembleia no Paço Municipal. Diante da ausência de propostas por parte da prefeitura, os servidores votaram pela continuidade da greve! 
A votação pela continuidade da greve foi unânime!



A assembleia contou com a presença de pais e alunos que se mostraram solidários ao movimento e deixaram claro que apoiam a greve dos trabalhadores da educação!


Deliberações da assembleia:
  • Realização de um ato na quarta-feira, 29/04, as 8:00 na Praça do Bandeirante, cruzamento da Av. Anhanguera com a Av. Goiás. Iremos chamar outras categorias de servidores, alunos de escolas, estudantes universitários, pais, etc, para manifestar nosso repúdio ao Prefeito Paulo Garcia.
  • Acontecerá uma reunião do Simsed/Comando de greve na Segunda-feira, dia 27/04, as 8:00
  • A próxima assembleia está marcada para o dia 30/04, as 8:00, em frente a Secretaria Municipal de Educação de Goiânia
  • Ao final da assembleia, deliberamos para que fizéssemos uma caminhada em manifestação pelos corredores do Paço Municipal, contudo, fomos impedidos de forma truculenta pela guarda municipal. Para conferir fotos, vídeos e notícias das agressões sofridas pelos trabalhadores da educação no Paço Municipal Clique aqui
Em reunião  ocorrida na Faculdade de Educação no dia 23/04 foi discutido um calendário de ações para a semana. Algumas atividades foram mantidas e outras modificadas diante da assembleia e do ocorrido no Paço Municipal. Assim, em breve postaremos o calendário com as próximas ações do movimento. As ações já confirmadas, além daquelas deliberadas pela assembleia, são:

Em breve, postaremos o calendário de ações. Acompanhe e divulgue!!!